Terça-feira, 11 de Agosto de 2009

livros

Para descansar um pouco desta onda de desabafos, hoje venho falar-vos dos livros que estou a ler, neste momento. São três, porque gosto de variar nos temas, e ainda tenho mais dois á espera que me ofereceram no meu aniversário, é verdade foi a semana passada!

 

O que estou mais adiantada na leitura chama-se "Eles, elas e o amor`". É de José Manuel Arrobas e de Maria dos Anjos Fernandes. Fala do casamento, do divórcio e da nova vida. O mais engraçado é que comprei este livro antes do divorcio e agora está a fazer mais sentido ao reler aquelas partes. Gostei porque é um livro muito directo. No fundo, é como se estivessemos escondidos debaixo da secretária destes dois psicoterapeutas e estamos a cuscar a vida de todos os casais que vão ás consultas. ouvimos as suas histórias, os seus problemas e como brinde levamos com os conselhos para resolver a situação. Por incrível que pareça, havia um ou dois casos muito parecidos com o meu e ajudou-me a ter uma perspectiva diferente do que se está a passar, se bem que o meu caso não teve remédio

 

Este outro livro de que vos falo comprei-o porque estava a sentir uma enome dificuldade em motivar quer os meus meninos do ATL, quer a minha filha a comer de tudo. Chama-se "Aprender a comer" é do Dr. Eduard Estivil Montse Doménech. Ao que parece, ele criou um método infalível, eu ainda não o consegui testar bem, mas acredito qeu com persistência funcione. Para além disso, relata casos de crianças com diversos problemas para comer e como foram resolvidos. Muito útil!

Aqui fica a foto da capa:

 

Por fim, mas não por último, se bem que ainda li pouco nele, "Educar os Filhos! de Aldo Nouri. Estou a gostar particularmente da segunda parte porque o autor dá a sua opinião sobre diversos temas realcionados com a educação como a realção com os professores, com os irmãos, a violência, o ciúme, as discussões entre os pais, a morte de um dos pais... um sem número de temas... é um livro muito interessante, muito esclareçedor! Aconselho a quem tem filhos! Aqui fica uma foto

tags:
publicado por mena às 22:28

link do post | comentar | favorito
Domingo, 9 de Agosto de 2009

Sempre á frente

Outro dia, li algures uma frase que me fez rir de início, mas depois fez-me pensar: "Quando alguém te dá um pontapé no cú é sinal que vais á frente".

 

Podia dizer muita coisa á cerca disso e passar a noite a dissertar sobre a ideia filosófica da afirmação.... no entanto, e porque sei que ao ler isto "muito boa gente" vai arreganhar o seu sorrizinho e pensar bem calado: "lá está ela com as suas ningisses" vou-me ficar apenas pelas palavras sábias de "não sei quem". Mas agora aqui que ninguém nos ouve, diz lá que não é verdade "coração"?!

 

 

E por falar em ir á frente, mas mudando de assunto, tenho andado muito motivada em relação ao meu passatempo favorito: bijuteria. Procurei por uma colaboradora para fazer aquilo para o qual menos jeito tenho (vender) e apareceram-me 3. Resultado, não tenho tido mãos a medir, pois até agora todas estão interessadas em continuar. Parece que afinal sempre sou "boa" nalguma coisa .

E derivado á nova etapa da mania em questão, já pensei seriamente em colectar-me nas finanças e quem sabe fazer cartão de artesão. É que já me avisaram que gente invejosa para aí é que não falta que não pode ver ninguém fazer uns trocos com o seu trabalho. E como disse no início, quando vamos á frente é sempre possível levar um pontapé no cú, caso contrário!

 

 

 

 

 

 

 

sinto-me:
publicado por mena às 23:56

link do post | comentar | favorito
Terça-feira, 4 de Agosto de 2009

que vida a minha!

Ás vezes penso que vida a minha!

Quando axo que fiz bem... afinal fiz errado. Quando axo que está tudo encaminhado... dou dois passos para tráz. E chego á conclusão que não tenho controlo sobre a minha vida.

Já sei há muito tempo que tudo o que fazemos afecta a vida dos outros, e que tudo o que os outros fazem acaba por afectar a nossa também. Mas mesmo assim insistimos em fazer por um motivo ou por outro... burrices? Talvez! Remédio: fecha-te no teu mundinho assim não ofendes ninguém, ninguém te ofende, não tens que dar explicações a ninguém pelo que sentes ou dizes ou fazes porque contigo só vives tu.

Às vezes até me pergunto se não terei nascido para viver só. Há excepção da minha filha, e essa ainda não tem opção, todos com quem vivi me "abandonaram" de uma maneira ou de outro. Não tenho amigos do peito, daqueles a quem contamos tudo, aqueles que nos ajudam nos momentos mais dificieis. Já os tive, mas acabaram todos por ir ás suas vidas e deixei de me identificar com eles. Tenho família é certo, mas sei que nem sempre o que digo ou faço lhes agrada, e não é muito fácil viver com a reprovação do nosso sangue. tenho colegas de trabalho mas não costumo procurá-los quando estou de férias. Posso até ser uma pessoa de fácil trato e que se dá bem com toda a gente, mas da minha porta para dentro habituei-me a viver sozinha e gosto disso. Mesmo quando vivia acompanhada (sem ser a nês) passava muito tempo sozinha, alguém me pode culpar por sentir falta disso...

 

e já sei que por escrever o que escrevi amanhã ou depois já devo ter recebido mais uma ou duas críticas e alguns pedidos de explicações... fazer o quê!

sinto-me:
publicado por mena às 18:33

link do post | comentar | favorito

.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Julho 2012

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
30
31

.posts recentes

. o que perdi...

. Dia de Namorados

. há quanto tempo!

. de volta...

. As boas notícias

. Love is in the air

. O ponto da situação

. há tanto tempo...

. regresso

. livros

.arquivos

. Julho 2012

. Abril 2012

. Março 2012

. Maio 2010

. Janeiro 2010

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Setembro 2008

. Julho 2008

.tags

. todas as tags

.favoritos

. homenagem a ti minha mãe!

. i miss you

. como comprar

.links

blogs SAPO

.subscrever feeds